Você está aqui: Home » Jelastic » Glassfish – Conheça a aplicação que está em ascensão no Brasil

Glassfish – Conheça a aplicação que está em ascensão no Brasil

23 Flares Twitter 1 Facebook 5 Google+ 1 LinkedIn 16 Email -- Filament.io 23 Flares ×
Conforme a pesquisa realizada no mês de Julho, a aplicação Java GlassFish é mais utilizada aqui no Brasil, mas será que você conhece esta aplicação?

GlassFish é um projeto de servidor de aplicação de código aberto iniciado pela Sun Microsystems para a plataforma Java EE e que agora é patrocinada pela Oracle Corporation. A versão suportada na plataforma Jelastic é chamada Oracle GlassFish Server. O GlassFish é um software gratuito e duplamente licenciado sob a Common Development and Distribution License (CDDL) e a GNU General Public License (GPL).
O GlassFish proporciona confiabilidade e performance de nível empresarial com recursos completos de clusterização e possui uma vasta gama de funcionalidades. Uma das mais interessantes é a possibilidade de gerenciar seu repositório central através de um painel de controle, que também suporta todas as funcionalidades do GlassFish. Mas, como já é de conhecimento, mais funções requerem mais recursos.

Para ter o GlassFish 3 rodando na núvem, basta:

1. Acessar o Painel do Jelastic,
2. Clicar em Create Environment,
3. Selecionar o GlassFish 3 como seu servidor de aplicação conforme exemplo a seguir:

Adicione aplicação

Uma vez que o ambiente foi criado, você pode clicar no botão Open in browser perto do servidor GlassFish (expandir o ambiente no painel de ambientes, na parte superior da tela).

Servidor GlassFish

Faça o upload do pacote da aplicação Java em WAR e instale no ambiente. Você pode abrir a página de administrador do GlassFish pelo painel Jelastic.

Admin GlassFish

A págima Admin está disponível em uma nova aba.

Nota:

  • O Jelastic usa  gfcluster como um cluster, se você quiser alterar algo, por favor aplique as alterações a gfcluster.

Cluster GlassFish

  • Se você possui um IP público (4848) no painel do admin no GlassFish você pode alterar na configuração do arquivo domain.xml (pasta do servidor) adicionando o seguinte código:

<http-listener id=”admin-listener” port=”4848″ address=”0.0.0.0″ default-virtual-server=”__asadmin” server-name=”” />

Server Folder

O banco de dados interno GlassFish Derby está desligado por configuração nativa do Jeslatic,  a fim de diminuir o consumo.

Se compararmos quatro diferentes servidores de aplicação, o GlashFish parece consumir muito, mas isto é recompesado com sua funcionalidade, confiabilidade e outras inúmeras vantagens.

Servlet 
containers 
configuration
Resources being consumed by environment
Idle With launched admin panel
1 GF 530-540 Mb (5 cloudlet) 800-820 Mb (7 cloudlets)
2 GF (HA off) 820-830 Mb (9 cloudlets) 980-1000 Mb (10 cloudlets)
3 GF 1050-1060 Mb (11 cloudlets) 1210-1220 Mb (13 cloudlets)
4 GF (HA off) 1430-1450 Mb (14 cloudlets) 1560-1580 Mb (15 cloudlets)
2 GF (HA on) 830-850 Mb (9 cloudlets) 1030-1050 Mb (10 cloudlets)
4 GF (HA on) 1360-1380 Mb (14 cloudlets) 1590-1610 Mb (16 cloudlets)

12% de usuários do Jelastic no Brasil utilizam o GlassFish, será que ele seria uma boa opção para você também? Não deixe de compartilhar sua expectativa e experiência aqui conosco!

Fonte: http://docs.jelastic.com/glassfish

Sobre Gabriela Fernandes

Graduada em Marketing, é responsável pelo Marketing Digital aqui na Websolute. Apaixonada por criação de conteúdo, curiosanata sobre o Jelastic e expert em estratégias digitais

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Voltar ao topo
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE